Coordenador, agora, está na hora de você conhecer de verdade o seu professor

Antes de começar o assunto desta semana, quero relatar minha tristeza em relação ao Governo de Mato Grosso, o desrespeito com os profissionais da Educação, o sistema de apadrinhamento que ainda existe e a falta de transparência nas atribuições mostram ações de massacres indiretos aos alunos e diretos aos professores. Tenho vergonha de muitos supervisores de ensino, que não fazem suas funções reais. Tenho vergonha dos assessores educacionais que humilham professores, esquecendo-se que um dia já foi professor.

Conte aí, você que está lendo, como foi o processo de atribuição em seu estado? Mande-me e-mail para consultoralexdefranca@bol.com.br. Se achar que foi lesado, entre na justiça e faça anular as atribuições. Vamos levantar voz. Não tenha medo! E lembre-se, este ano é eleição municipal, se você é professor do município e não está bom, vá a luta e tente a não reeleição e a não continuação.

Mas, vamos ao assunto desta semana. Sou professor da rede pública e privada e passei por diversas escolas. Muitas conhecem o meu currículo e quando eu chego, aproveitam para, juntos, fazermos um bom trabalho. Outras não conhecem o meu currículo e com a correria diária, continuam não conhecendo, apenas o meu trabalho durante o ano.

Em uma escola que conhecia o meu currículo e sabia que havia feito curso de roteiro com alguns autores da Globo, pediu para eu fazer um projeto com incentivo a escrita, e fiz. Com o Ensino médio, construímos e fizemos um seriado. Foi muito proveitoso. Houve uma explosão de ânimo nas turmas. Foi um ano “incrivilhoso”!

Em outra, não sabia que tinha livros publicados e havia uma habilidade de fala. Na formatura, ao recitar algumas palavras, fui ovacionado e a coordenadora disparou: “Nossa, não sabia que tinha o dom da palavra”.

Daí vem o que sempre faço nas consultorias: Em escolas e creches, quando sou consultado e vem sempre as reclamações de como lidar com determinados profissionais que rejeitam a gestão, o primeiro passo é fazer um diagnóstico dos profissionais. – (Clique aqui para ter acesso aos documentos que vão nortear este trabalho) – Chamo profissional por profissional, faço as perguntas e depois entrego um diagnóstico da escola e da equipe. Com isto em mãos, é possível saber o que pode-se fazer na escola durante o ano, aproveitando as habilidades e conhecimentos de cada um e, juntando em um todo.

Em escolas, temos profissionais com diversas experiências e precisamos delas para fazer do ano letivo, um ano, diferente e motivador, girando em torno da transformação. Darei um exemplo magnífico que vi e me surpreendi em uma escola: a professora de Educação Física já foi voluntária em um evento esportivo internacional, PAN. Com esta experiência, ela tinha em mente como um evento grandioso se organiza e a coordenadora aproveitou. Com ela, fez a Copa Estudantil. Uma perfeição de evento e abertura. A escola passou a ser elogiada por toda a cidade. Virou tradição. Todo mundo aprendeu não só a organização de um evento esportivo, mas a organização de um projeto.

Como muitos profissionais são contratados sem currículos, é essencial ter um diagnóstico preciso para nortear os trabalhos durante o ano. Assim, você saberá como integrar toda a equipe e fará indiretamente uma valorização pessoal e profissional de cada um.

Para dar os questionários aos professores, você, coordenador, pode entregar na reunião pedagógica e pedir para te entregarem após alguns dias, ou pode fazer individualmente nas horas de permanência na escola. Mas faça. Você perceberá a diferença.

O diagnóstico também servirá para o momento de formação. Está na lei que os encontros pedagógicos precisam, também, ser para formação continuada. Sabendo quais profissionais você tem disponível, norteará o conteúdo de formação para acoplar com o que já tem.

Pensando assim, faça o download dos anexos deste artigo no Clube do Prof. Coordenador, ou faça as suas próprias perguntas norteando para o objetivo de ter e saber as experiências, formação, visão educacional e pedagógica de cada um e monte o seu diagnóstico. Após, o seu plano de ação em projetos voltados as competências e habilidades de cada um.

XXXXXXXX

Assine o clube e tenha muitos documentos para baixar e nortear o seu trabalho

Clique aqui

XXXXXXX

Curta a minha página e acompanhe – Clique aqui

 

Juntos por uma Educação de qualidade e uma boa Literatura

%d blogueiros gostam disto: