Arquivo da categoria: novidades

Como fica o professor na Reforma Trabalhista imposta por Temer

Professor, 

É com muito pesar que divulgo aqui o que muda em nossa categoria com a Nova Reforma Trabalhista. Sindicatos não se organizaram para derrubar as medidas e quem vai sofrer somos nós. Já quase nem tínhamos aumento, agora então… as frases mais faladas pelos donos de escolas serão: a crise está aí, tivemos redução de matrículas e precisamos renegociar. E para aqueles que estão no setor público, não precisa nem falar o que eles vêm falando há anos: não temos dinheiro para reajustar. E sindicato? Não vai existir mais. Aqui em Mato Grosso, ainda tínhamos alguns reajustes, mínimos, mas tínhamos. Agora, o salário vai estagnar. 

Vejam as medidas:

Saiba como a Reforma Trabalhista vai afetar a vida do professor e da professora!
* Negociado sobre o Legislado: o que vai valer nas negociações salariais é o acordo fechado entre patrões e empregados, apesar das determinações da lei (CLT).
 • As férias poderão ser parceladas em até três vezes ao longo do ano, inclusive em datas    
comemorativas, como emendas de feriados e festas de final de ano.
• As horas extras poderão ser substituídas por banco de horas, sendo negociado com o patrão. Ou seja, a escola não será mais obrigada a remunerar financeiramente os trabalhos extras.
• Retira o sindicato das negociações como representante legal dos trabalhadores, podendo um funcionário ou um grupo acordado com os patrões intermediar questões trabalhistas.
• Licença maternidade e paternidade poderão ter seus períodos diminuídos, dependendo da negociação feita com a Escola.
• Cria o trabalho intermitente, onde o professor ou a professora fica à disposição da escola 24 horas. No entanto, o docente só será remunerado pelo período que trabalhou. Nesse caso o patrão ainda tem exclusividade para que você não exerça suas atividades profissionais em outras Instituições de ensino.
• Terceirização irrestrita – os professores e professoras poderão ser contratados como prestadores de serviço, tendo que abrir firma para dar nota fiscal à escola e pagar impostos como microempresários, sem direito a férias, 13º, PLR ou qualquer outro benefício empregatício.
• Home office – o trabalho em casa entra na legislação, sendo desta forma,
regulamentado o Ensino à Distância (EAD). O substitutivo do PL 6787/16 (Reforma Trabalhista), aprovado na Câmara dos Deputados, em regime de urgência, em 26/04/17, que tramita no Senado, sob o número PLC 38/2017, é um documento construído para atender os interesses exclusivos do grande capital, em confronto com os trabalhadores e a Justiça do Trabalho.
A reforma é apresentada pelo governo federal como moderna pelo propósito de afastar o Estado das relações de trabalho, mas o que se promove é uma intervenção direta do Estado em favor do empregador.
O jurista Jorge Luiz Souto Maior, professor livre docente de direito do trabalho brasileiro na USP e a juíza do trabalho do TRT, doutora Valdete Souto Severo lançaram um documento com “Os 201 ataques da reforma contra os trabalhadores”.
Confira matéria completa – originalmente – Blog Jorge Luiz Souto Maior
http://www.jorgesoutomaior.com/blog/os-201-ataques-da-reforma-aos-trabalhadores

Anúncios

Rapunzel e o Reino das Trevas bate recorde em vendas

A editora Crown divulgou esta semana que o livro Rapunzel e o Reino Das Trevas bateu recorde em vendas.


O livro começou a ser vendido pelo site da mesma e depois de ter sido procurado por diversas livrarias, Rapunzel foi enviado a elas e em menos de duas semanas todo os exemplares distribuídos foram vendidos e a fila de espera é crescente.

Algumas livrarias correram para efetuar novos pedidos e leitores correram para a internet para tentarem obter, mas até o virtual ficou sobrecarregado.

O autor divulgou e agradeceu aos leitores pela procura e pediu paciência, pois a editora está fazendo o possível para reabastecer o mercado. O próprio autor admitiu que não esperava uma venda grandiosa, tendo em vista que seu público é mais juvenil e adulto, porque seus últimos lançamentos são de uma área mais de suspense, não indicado ao público infanto-juvenil.

Outro fator importante é que mais de 10 escolas adotaram seu livro como paradidáticos, pois no currículo básico do 5* e 6* anos o tema de contos de fadas é abordado e o livro traz esta temática com a releitura de Rapunzel.

O autor também tenta atender as escolas que adotaram seus livros para bater um papo com os alunos e discutir sobre o tema.

Em poucos dias, as livrarias que pediram seu livro começaram a receber. Fiquem atentos! 

Se quiser comprar pela internet e direto pelo autor, clique aqui e receba em casa!