ALEX DE FRANÇA FALA SOBRE IDEB DA REGIÃO

ARTIGO DE OPINIÃO

BAIXE AQUI – IDEB DA REGIÃO

BRASIL AVANÇA, MAS NHANDEARA NÃO!

A semana passada, o Brasil inteiro parou para verificar o avanço educacional brasileiro. E mais uma vez, trouxe decepção e reflexão. O fato é que Haddad investiu mais na Educação e obteve poucos retornos, e mais uma vez, tentam culpar docentes sobre a péssima desenvoltura Educacional do país.

O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) é o termômetro para verificar e medir a qualidade de Educação em todo o país, tanto no Ensino Fundamental quanto no Ensino Médio, que este é melhor nem citar. Para o MEC (Ministério da Educação) o país avançou nos últimos anos, mas mostrou um festival de notas vermelhas para estados, prefeituras e escolas. Nhandeara, infelizmente, está entre eles.

Não quero falar do Brasil, pois vários meios de comunicação já fazem este núcleo. Quero falar de nossa região e dos avanços concretos de muitos municípios. Quero, antes de tudo, de parabenizar professores que trabalham com afinco e com muita seriedade, levando conhecimento, cultura e informação às nossas crianças. Quero acalmá-los, pois sabemos a difícil missão de ir para a sala, muitas vezes, com poucas ferramentas fornecidas pela escola, pelo município.

Não estou aqui para apontar quem foi o culpado para uma queda tão brusca na evolução educacional da nossa região. Entendo que a equipe de Educação anda junta, e nesta hora não adianta culpar o professor, diretor, coordenador ou o secretário de estado ou municipal, pois os números estão aí, é preciso união e muito planejamento para averiguar os percalços nestes últimos quatro anos, pois temos avaliações de 2009 e a última em 2011.

O IDEB é medido por uma prova chamada BRASIL que identifica o índice de cada escola e é produzida em dois em dois anos, avaliando os anos finais e anos iniciais, que é o foco de nossa reflexão hoje.

Uma cidade que vem chamando a atenção é Monções. Foi exaltada pelo Jornal da Globo o ano passado, que mostrou que o município cresceu em todos os aspectos e mais uma vez tivemos a comprovação pelos dados no IDEB. De acordo com o portal que mostra o desempenho dos municípios e até da escola, Monções cresceu 16% na qualidade educacional, atingindo 5,9, em uma escala de 0 a 10, sendo que sua meta foi de 5,3. É para comemorar, não é? Pois, seu crescimento vem desde 2007, quando realizou a primeira vez a avaliação do Ministério.

Continuando com os bons exemplos, apresento Macaubal, uma cidade conhecida pelos escândalos educacionais obtidos o ano passado, com a imprensa, quase todas às vezes, verificando denúncias. Mostrou para todos que essas, realmente, são inverídicas, pois o IDEB mostrou um avanço de 9% na qualidade e vem em contra partida aos boatos instalados de que a Educação da cidade é de péssima qualidade. Como seria, se sua meta era de 6,2 e conseguiram atingir 6.0? Segundo o ex-ministro de Educação, esta nota, o Brasil terá apenas em 2022 e Macaubal já alcançou! Parabéns município!!!

Agora, parem tudo o que estão fazendo! Vocês querem um município de qualidade? SEBASTIANÓPOLIS DO SUL é o lugar! Tive o prazer de trabalhar nesta cidade e vi como os professores são engajados para fazer a qualidade acontecer. Não é a primeira vez que a cidade tem fama de boa, em requisito de Educação, porque o ano passado jornais, de grandes circulações, mostraram a cidade como uma das melhores do INTERIOR PAULISTA!

Neste ano o município atingiu 7,0, tendo como meta 6,6. Mas desde que participaram da avaliação, vem subindo. Em 2005, teve uma nota de 5,9 – Bem avançado no cenário brasileiro – Em 2007, foi para 6,1. Em 2009, progrediu para 6,9 e agora 7. Qual o segredo? Administradores ativos e contribuintes com tudo que a escola quer e deseja realizar. O grande administrador atual, Tonho Abreu, atualizou bibliotecas, reformou a escola e merenda de primeira, além de salas tecnológicas para ajudar no desenvolvimento de suas crianças. Contribui e ajuda o Programa Escola da Família e ainda preserva a qualidade de vida com prevenções e áreas de atuação sempre passando pela EDUCAÇÃO. Peço para que muitos prefeitos aprendam isto!

Dois municípios que citarei a partir de agora são os que não atingiram a meta e caíram na qualidade Educacional. Lembrando que cair é diferente de NÃO ter qualidade. Vou começar com a cidade que vejo movimentação para melhoras educacionais, mas por algum motivo, não conseguiram uma nota no IDEB, estou falando de Floreal.

Cheguei a dar duas capacitações nesta cidade e achei os professores ativos e bem participativos, além de sempre se reciclarem e se atualizarem, além de ter uma coordenadora participativa que está em todos os acontecimentos educacionais do estado. Mas regrediu na qualidade cerca de 9%, passando sua nota de 6,4 para 5,8. A cidade vinha crescendo e com esta penúltima nota, estava entre as melhores do NOROESTE.

E para finalizar, vamos falar da cidade de Nhandeara. Calcada por vários desafios Educacionais e deverá, a partir deste ano, ser regida por mudanças de posturas administrativas. A cidade, em quatro anos, trocou de coordenadora uma vez. Isto é, a ex coordenadora de Educação pediu demissão do cargo em 2011, final do ano, cobrindo seu lugar uma diretora de uma escola municipal. Não podemos dizer que está queda vem por causa disso, pois a atual coordenadora não tem culpa alguma sobre o resultado, sendo que quando entrou as avaliações já estavam ou foram aplicadas recentemente. Também não podemos afirmar que o erro partiu da ex-coordenadora, pois como havia dito no início, não estamos aqui para apontar quem errou, mas que a equipe falhou. O município é regido por vários profissionais competentes que estão na gestão de escolas e em salas de aulas, mas não podemos exigir qualidade, se falta visão de Educação do administrador local.

Não há investimentos em infraestrutura escolar, tal qual atualização do acervo da biblioteca, além de uma carreira progressiva e valorizando o profissional em sala. Não existem capacitações qualificadas, a não ser do próprio sistema, porém o professor precisa de informações voltadas a tudo e não só ao sistema apostilado.

Para evoluir é preciso chamar a equipe, traçar metas e passos e aos poucos ir executando de maneira precisa e clara. Uma mudança radical na educação alimentar e nos Hábitos de práticas de exercícios. É preciso uma sondagem profunda e que mapeie os casos extremos em salas, dando cobertura fonoaudióloga, psicológica e psicopedagógica. Dar ferramentas essenciais e materiais para que o professor consiga atingir seu objetivo em sala. Motivar alunos e praticar festas que mobilizem festas para que os pais sintam a escola como um espaço importante para os filhos e não só um lugar para ele ficar.

Unir os órgãos que são ligados diretamente e indiretamente com a criança, dar assistência a SOPROCAN e motivar grupos que apóiem no desenvolvimento de talentos de nosso município. E para finalizar, apoiar a escola estadual, pois os alunos fazem parte do município.

Ações como estas podem melhorar e alavancar o IDEB em Nhandeara e em outras cidades, pois o BRASIL avançou e nossa cidade, não!

Alex de França Aleluia

Educador, escritor e pesquisador de Educação há 7 anos.

 

Anúncios

2 opiniões sobre “ALEX DE FRANÇA FALA SOBRE IDEB DA REGIÃO”

  1. Prof. Alex..seu artigo sobre o IDEB foi claro, bastante objetivo, porém mto preocupante. Se a culpa não é dos professores, coordenadores, diretores, Administradores……então a culpa é dos pais…..já k a escola para eles (pais) tornou-se apenas o lugar onde os filhos podem ficar e se alimentar…..se chegam a casa com tarefas ( hoje chamado dever de casa) os pais acham ruim….não tem tempo pra ver caderno, acompanhar as lições, porque mtas vezes tem arrumação de casa, roupa pra passar, janta pra fazer…. E MALDITA NOVELA K NAUM PODEM PERDER…….e por aí vai…..Se os pais são chamados na escola…..”so se mãe for porque eu não tenho tempo a perder”…..a mãe diz….”esses professores so enchem o saco, aposto k é pra pedir alguma coisa”…..OLHA SO DEUS PRA RESOLVER……VOLTA LOGO SENHOR!….ACABA COM ESSE MUNDO E COMEÇA DE NOVO!!…….E TENHO DITO!!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s